Economiza! Bazar e Trocas

terça-feira, janeiro 26, 2016



Admito que demorei bastante tempo para chegar a este estágio em que estou, de consumidora consciente, ou relativamente quase isso. Mas acredito que hoje estou no estágio que papai já dizia "Um dia você vai trabalhar e vai aprender o que é dar valor ao dinheiro!". Pois bem, já trabalho faz tempo, só que primeiramente vem o deslumbre de ter o dinheiro conquistado por nós mesmos e poder fazer o que bem entender com ele, e aí o gasto desenfreado e sem consciência de para onde está indo este dinheiro; em segundo lugar, é a fase dos gastos pensados, porém, de altos custos e usufruídos de forma imediata ou individual, eles são necessários em nossas vidas, mas podem passar rápido demais e nos deixar sem economias para o futuro; e, em terceiro lugar, a fase de consciência plena, cheia de objetivos focados e que merecem um investimento a longo prazo. 

Isso tudo citado acima é o meu caso, se está contemplado neste meu pensamento sinta-se a vontade para ser representado por mim. Se com você é tudo diferente, sinta-se a vontade para deixar sua opinião também. Não vim aqui para escrever um texto embasado teoricamente por economistas renomados, e sim mostrar que eu, pessoa normal como você, consigo consumir, hoje, de forma consciente e estou me dando bem nisso!

E uma das formas bem legais e lucrativas que te ajudam a economizar é pensar no que você possui e que pode passar para frente por um precinho camarada. Isso mesmo, participar de bazar e venda e trocas. Por que é legal para todo mundo? Porque, principalmente, ao invés de você apenas comprar um item novo com seu dinheirinho suado, você pode reaver o dinheiro que investiu outrora para contribuir na compra desse item novo! Sem contar que você não ficará com aquela sensação de que pouco aproveitou aquele item, não fez jus ao valor que pagou. Nesses casos vejo a importância de colocarmos no bazar itens de boa e perfeita qualidade, aqueles já mais gastos, mas ainda aproveitável, vamos deixar para a doação. Que também faz bem! Mas se você quiser doar o item novinho também pode, não existe regra, tudo aqui é apenas uma dica para quem está precisando economizar.

Não vou explicar como funcionada cada bazar, no final do post deixarei algumas dicas de alguns que você pode usar e lá possui as regras de como funciona. A minha intenção é mostrar para vocês o quanto eu economizei e estou me permitindo investir em coisas novas . É como se fosse uma reciclagem do meu investimento financeiro.




Qual foi meu critério para querer vender esses itens? Eram coisas quase nunca usadas ou novas que já não mexia fazia tempo. Não quero mais ter uma roupa no armário, por exemplo, que não tenho previsão de uso. Vou ficar esperando o que? Tudo estava lá por achar que investi um valor nelas e não queria sair no prejuízo. Tinha que reaver alguma quantia. O perfume eu possuo um idêntico já em uso. Não guardaria um para usar sabendo que o em uso demoraria a acabar. Se tá no meu armário e não uso desde a estação passada, neste caso o verão, não tenho que guardá-las mais tempo.

                                            

Fone de Ouvido externo Sony (MDR-ZX310AP) e HD Externo Samsung 500 GB

O  que quero comprar pode parecer caro, mas se pensar no quanto reembolsei vendendo itens parados em meu guarda-roupas (R$211,70) veremos que terei que investir apenas 1/3 do valor total dos produtos (R$117,30) . Eu poderia também investir em novas roupas. porém, estas são coisas que no momento estou precisando mais. 

Eu também poderia estipular algumas metas, como por exemplo: comprar novos itens apenas quando atingir o valor total com itens antigos vendidos. Desta forma você contribui para não gastar mais dinheiro, e sim reinvestir o que reembolsou; Ou, reinvestir em um item do mesmo seguimento mais novo somente quando vender o antigo, como roupas, sapatos e eletrônicos novos. O valor reembolsado pode servir para pagar totalmente ou parcialmente o novo item. 


Lembrando que tudo isso eu vendi nos meses de dezembro e janeiro. Antes já vendi outros itens em diferentes meios e é isso que quero indicar para vocês.

Mas vamos lembrar uma coisinha básica, se o produto é usado não vamos cobrar ozóio da cara por ele. Saiu da loja já vale menos. E também ter noção de valor, o princípio do bazar é poder comprar coisas legais com preços acessíveis. 

1º - CHAME AZAMIGAS!

Isso mesmo, sua primeira opção sempre deve ser por pessoas do seu convívio, pode ser a galera da família também. Vai que aquela prima tinha um interesse secreto por suas roupas e nunca disse?. Esta é a melhor forma de economizar com taxas de entregas e de reaver o investimento de forma rápida. Se as amigas forem da internet vocês podem negociar o frete.

2º - BAZAR DE TROCAS NO FACEBOOK

Você pode procurar no facebook aqueles grupos ou páginas de pessoas interessadas nos mesmos produtos que você quer vender. Sempre de olho nos grupos da SUA LOCALIDADE, o que possibilita entregar os produtos e receber em mãos. 
Nesses grupos também é comum você fazer trocas, vai que você ache o produto que você procura e a pessoa se interesse no que você está oferecendo.

Links de exemplo levando em consideração minha localização no Rio de Janeiro, entretanto, basta procurar no facebook com o nome de sua cidade, a lógica para nomeação desses grupos é beeem parecida. 

Bazar das Meninas de Niterói 
Brechó Amigas de Niterói
Hipstrechó 10,00 

Outros

Brechó Venda Troca Alternativas
Compras,Vendas e trocas Góticas

Bom, esses são os que mais utilizo, mas existem vários para procurar por aí adequando ao tipo do seu produto e estilo.

3ª - PLATARFOMAS DE VENDA ONLINE

Se você está pensando em vendar coisas além de roupas você pode muito bem utilizar aquelas plataformas que passam nas propagandas de TV tipo OLX. Vale bastante para produtos semi-novos, sempre tem alguém interessado. Porém, quando você pensa em roupa a plataforma que se desponta, mas aceita de tudo, é o site Enjoei

Tenho uma lojinha lá, entretanto, toda a negociação entre vendedor e comprador é mediada pela site. Antes disso não se tem o contato. Ao Enjoei pagamos 20% do valor do nosso produto + uma taxa de propaganda. Talvez seja por esse motivo que pessoas coloquem seus preços nas alturas. 
Mesmo assim, essa tem sido a plataforma que mais tenho vendido e é bem confiável em relação ao pagamento. 

Vai o link da minha lojinha que sempre coloco algum produto novo e a partir dela você encontra outros vendedores! Lojinha da Elen

Essas foram dicas do que eu faço para tentar economizar e ser mais consciente em relação aos meus gastos!

Vocêtambém pode gostar

0 comentários

Podem comentar, ainda não paga!! Beijo e um queijo!