Top 5 - Época Escolar

sábado, outubro 11, 2014



Hello, Grrrls! Este é um projeto coletivo do grupo Blogueiras S/A e, como somos muito nostálgicas, gostamos de lembrar de nossa infância e adolescência! Mas esse projeto veio bem a calhar com essa vibe de troca-troca de fotos de perfil do facebook e publicação de fotos da infância que o Dia das Crianças nos proporciona. Afinal, que época boa de nossas vidas, hein? Só de não ter que se preocupar com contas para pagar e apenas com o dever de casa considero ser os tempos de ouro!! 

O projeto:

Quando somos crianças,passamos grande parte do nosso tempo na escola,local este que não serve apenas para nos ensinar literatura,história e matemática,mas nos ensina também a socializar,nos encontrar e criar lembranças que levamos por toda a vida!Então puxe pela memória algo que você vai lembrar,mesmo passando décadas,pode ser do primário,fundamental ou colegial.Não precisa ser exatamente algo que aconteceu com você, mas pode ser algo que você vivenciou.

Vambora contar pra vocês um pouco das minhas lembranças, todas do ensino fundamental!

1- Olimpíadas

As olimpíadas na escola era tal como Jogos Vorazes, não importa se você tinha amigos em outra turma, naquele momento, que durava cerca de uma semana, todos eram rivais, mortais. A técnica mais utilizada para desestabilizar as outras turmas era utilizar das fofocas sobre os melhores atletas e zoação para intimidação, fosse na hora dos jogos ou do recreio!

Detalhe, a maioria das vezes as Olimpíadas se resumia a futebol para os meninos e queimado para as meninas. Imagina eu jogando queimado? Como utilizava óculos era alvo fácil de boladas na cara, mas antes vinha um carinho "você não prefere jogar sem óculos?" , logo depois a bolada! 

Era um momento muito legal, mas ficava realmente chateada se minha turma perdesse, a escola era muito grande, umas 5 ou 6 turmas por série, então era realmente um campeonato! 

2- Lanche da Cantina

Nunca mais na minha vida eu comi um salgado e uma pizza iguais aos da cantina do Colégio Municipal Presidente Castelo Branco! Eu estudei lá da primeira série a oitava série (hoje nono ano), então foram oito anos da minha vida merendando nesta cantina. Lembro até hoje quando minha mãe me levou no primeiro dia de aula e me ensinou a comprar o lanche e usar o dinheiro pra pagar , afinal foi um marco, estava aprendendo a contar a nova moeda do Brasil, o Real.

O que falar do risole entupido de queijo, pois é não tinha miséria, o de carne também era muito bom, mas eram os que sobravam porque o de queijo sempre acabava primeiro. Então corre pra  comprar, porque não existia fila, tínhamos de ficar "seduzindo" a tia da cantina para ela nos atender primeiro! 

A pizza eu nunca mais irei esquecer, o que era aquela massa? Não é nada comparada ao que comemos em pizzaria, era como se fosse um pão de forma, muito deliciosa! E depois do lanche finalizava o recreio com um saboroso pirulito de dez centavos azedo que deixava a língua azul!

3- Um espaço para chamar de seu 

O meu grupinho tinha um espaço cativo, a escola era muito grande, então tinha espaço para todo mundo. Mas adorávamos ficar em baixo de uma única árvore que tinha entre a rampa e a escadaria do campo de futebol! Tinha um bom lugar pra sentar e ficava livre dos pombos malditos que cagavam nosso uniforme, por isso não gostava de ficar próximo a quadra!

Perto da árvore era praticamento o local do "roqueiros" da escola, e assim você podia enxergar bem a segregação na escola. Os evangélicos da música gospel ficavam entre o campo e a quadra, os que praticavam esportes no campo de futebol e dentro da quadro e os funkeiros e pagodeiros nas mediações da cantina e pátio, nesse espaço também ficavam os mais populares da escola. Se você queria saber dos babados, ver algumas brigas ou aprender a nova modinha da semana na escola era ali que você deveria ficar. Confesso que no último ano era ali que eu ficava, afinal, eu era do último ano! 

4- Bullying

Nem tudo na escola é flores e como sempre estudei com as mesmas pessoas algumas quando saíram do primário nutriram uma certa implicância por minha pessoa. Primeiro porque eu sempre tinha notas boas e era queridinha dos professores e depois porque descobriram que eu gostava de ser magra e aquilo para mim não era ofensa, o que aconteceu? Começaram a me chamar de gorda , fazer trocadilhos com o meu nome e isto realmente me incomodou. Principalmente que a pessoa recrutava novos alunos da escola, que nem me conheciam, para fazer o mesmo. 

Sinceramente, é algo que quando lembro me incomoda até hoje, a pessoa que fazia isso tinha um tio professor na escola e que não fazia nada em relação às implicâncias quando me reportava à ele, os professores também não faziam nada e muito menos os meus pais. E quer saber, nem minhas próprias amigas me ajudaram em relação a isso. Ainda bem que sempre tive a cabeça muito no lugar e tinha uma vida paralela a escola, no curso de inglês, onde as pessoas era muito mais legais!

Há uns anos atrás passei pela pessoa que me zoava, era um menino, ele realmente estava mais gordo do que era na escola , e nunca zoei ele por isso. Mas naquele momento deu vontade de voltar uns passos e falar umas verdades pra ele, mesmo que depois de 10 anos não lembrasse mais de mim. Entretanto, só ri da situação dele e continuei o meu caminho.

5- Vestuário Grunge

Voltando a falar de coisa boa! Nessa época na escola todos os roqueiros eram grunges, por cima do uniforma usávamos casacos de flanela xadrez, que ficam mais tempo amarrados na cintura, os tênis All Star voltaram à moda depois de anos e o meu era vermelho. E sabem dos famosos tatoo chockers? Nessa época se chamavam catiteiras, em homenagem a cachorrinha Catita que salvou o dono de um ataque de pit bull, e vendia na porta da escola por R$1,00 e ainda vinha com uma cartela de adesivos! 

Ê época boa!

Outras Participantes:

Vocêtambém pode gostar

0 comentários

Podem comentar, ainda não paga!! Beijo e um queijo!